Pular navegação

Entenda o que é a margem negativa do crédito consignado

1 de dezembro de 2023

Tags: crédito consignado, empréstimo consignado, margem consignável

Entenda o que é a margem negativa do crédito consignado - Bem Promotora

Crédito consignado é uma modalidade de empréstimo que desconta as parcelas automaticamente do salário ou benefício de aposentados do INSS, servidores públicos e militares das Forças Armadas.

Mas o que fazer quando a margem consignável, ou seja, a “fatia” da renda mensal líquida que pode ser usada para o pagamento das parcelas, se torna negativa?

A seguir, você vai entender as causas que tornam a margem negativa, e o mais importante, como resolver esse problema.

O que é a margem consignável

Antes de optar por um empréstimo consignado, é preciso saber quanto da renda pode ser comprometida com as parcelas. Esse valor máximo é chamado de margem consignável.

Trata-se de uma medida de proteção que garante aos solicitantes o direito de ter uma renda mínima preservada para outras despesas fora as parcelas de empréstimos ou financiamentos.

Atualmente, a margem consignável para aposentados e pensionistas do INSS é de 45% da renda líquida. Destes, 5% podem ser utilizados para amortização de despesas e saques por meio de cartão de crédito consignado, enquanto os outros 5% podem ser alocados para o cartão consignado de benefício.

No caso dos titulares do BPC (Benefício de Prestação Continuada), a margem é de 35% da renda líquida. Dessa parcela, 30% são designados para empréstimos consignados, enquanto os restantes 5% podem ser empregados na amortização de despesas e saques por meio de cartão de crédito consignado ou no cartão consignado de benefício.

A margem consignável dos servidores federais é de 45%. Dessa porcentagem, 35% são destinados a empréstimos consignados, enquanto 5% são exclusivos para custear despesas relacionadas ao cartão de crédito consignado. Os restantes 5% podem ser utilizados para o cartão consignado de benefício.

Como calcular a margem consignável

Como o limite da margem consignável é estipulado a partir da renda líquida do contratante, é necessário utilizar como base a quantia recebida mensalmente após todos os descontos.

Desse modo, a margem consignável é calculada da seguinte forma:

  • Valor da renda líquida x 35% = Valor da margem consignável

Por exemplo, se sua renda líquida mensal é de R$ 1.320, multiplicando por 35% você terá margem consignável para empréstimos de R$ 462,00. Logo, a soma das parcelas dos empréstimos que solicitou não pode ultrapassar R$ 462,00.

O que é a margem negativa

A margem negativa é um cálculo feito todo mês com base nas informações dos contracheques dos meses anteriores. Quando você compromete o limite de 45% da margem de empréstimo consignado, automaticamente fica impedido de adquirir novos contratos.

Essa situação é conhecida como margem zero. Significa que, se houver novo desconto sobre o benefício (como contribuições ou descontos judiciais, por exemplo), você passará a ter a margem negativa, inviabilizando novos empréstimos.

Como driblar a margem negativa com portabilidade

Graças à portabilidade de empréstimo consignado, uma alternativa prevista na legislação brasileira, sair da situação de margem negativa não é tão difícil quanto parece.

Ao transferir o seu contrato de empréstimo de uma instituição para outra, a taxa de juros nunca poderá ser maior: ela pode ser igual ou menor.

Isso significa que você nunca sairá perdendo nessa negociação. Na pior das hipóteses, continuará pagando a mesma taxa de juros.

Conte com a Bem Promotora

Como os empréstimos consignados são debitados diretamente do benefício, o risco de inadimplência é praticamente nulo. Por essa razão, a Bem Promotora também oferece crédito para quem está com o nome negativado.

Além da possibilidade de contratar o consignado em qualquer uma de nossas lojas, é possível fazer a solicitação 100% online de forma segura, simples e rápida.

Faça uma simulação e descubra o que é VIVER BEM de verdade.